top of page
Buscar
  • Foto do escritorLucca Hansen

O que é a catarata? Como tratar a catarata?

O que é a catarata?

A catarata é uma doença ocular que ocorre quando o cristalino, uma lente natural do olho, se torna opaco. O cristalino é responsável por focar a luz na retina, que é a parte do olho que converte a luz em imagens. Quando o cristalino fica opaco, a luz não consegue passar corretamente e a visão fica prejudicada.



Esquema explicando o que é a catarata, no olho esquerdo o cristalino normal, à direita nota-se a opacificação do cristalino (lente natural do olho).
Esquema explicando o que é a catarata, no olho esquerdo o cristalino normal, à direita nota-se a opacificação do cristalino (lente natural do olho).

Quais os sintomas da catarata?

Os sintomas da catarata podem variar de acordo com a gravidade da doença. Os sintomas mais comuns incluem:


  • Visão embaçada ou turva

  • Dificuldade para enxergar objetos distantes ou próximos

  • Sensibilidade à luz

  • Halos ao redor de luzes

  • Dificuldade para dirigir à noite

  • Alterações na cor da visão

  • Visão dupla


A catarata é uma doença progressiva, o que significa que os sintomas pioram com o tempo.


Se a catarata não for tratada, pode levar à perda de visão significativa.


O que causa a catarata?


A causa mais comum da catarata é o envelhecimento. O cristalino é uma lente natural do olho que fica opaco com o tempo. A catarata senil geralmente começa a se desenvolver após os 40 anos de idade e progride lentamente com o tempo.


Outras causas de catarata incluem:


  • Exposição à radiação ultravioleta (UV): a exposição à radiação UV pode acelerar o desenvolvimento da catarata.

  • Diabetes: o diabetes pode aumentar o risco de catarata.

  • Uveíte: a uveíte é uma inflamação da úvea, a camada média do olho. A uveíte pode causar catarata.

  • Uso prolongado de corticosteroides: os corticosteroides são medicamentos usados para tratar uma variedade de condições, incluindo asma, artrite e alergias. O uso prolongado de corticosteroides pode aumentar o risco de catarata.

  • Trauma ocular: um traumatismo ocular pode causar catarata.

  • Algumas doenças genéticas: algumas doenças genéticas podem aumentar o risco de catarata.



Quais os tipos de catarata?


Existem vários tipos de catarata, mas os mais comuns são:


  • Catarata senil: é o tipo mais comum de catarata e ocorre com o envelhecimento. A catarata senil geralmente começa a se desenvolver após os 40 anos de idade e progride lentamente com o tempo.

Catarata Senil: catarata branca devido à demora em operar o caso.
Catarata Senil: catarata branca devido à demora em operar o caso.
  • Catarata congênita: é a catarata que ocorre em bebês. A catarata congênita pode ser causada por fatores genéticos ou por problemas durante a gravidez.

Catarata Congênita em um bebê.
Catarata Congênita em um bebê.
  • Catarata traumática: é a catarata que ocorre devido a um traumatismo ocular. A catarata traumática pode ser causada por um acidente, como um soco no olho ou uma queda.

Catarata traumática: de evolução rápida.
Catarata traumática: de evolução rápida.
  • Catarata secundária: é a catarata que ocorre como resultado de outra doença ou condição, como diabetes, uveíte ou uso prolongado de corticosteroides.

Catarata Diabética: ocorre devido a alta concentração de açúcar no sangue.
Catarata Diabética: ocorre devido a alta concentração de açúcar no sangue.
  • Catarata cortisônica: é um tipo de catarata secundária que ocorre devido ao uso prolongado de corticosteroides. Os corticosteroides são medicamentos usados para tratar uma variedade de condições, incluindo asma, artrite e alergias.

Catarata por uso de Corticóides
Catarata por uso de Corticóides

A catarata também pode ser causada por certos medicamentos, como a amiodarona e os antipsicóticos.


Catarata causada pelo uso prolongado de Amiodarona.
Catarata causada pelo uso prolongado de Amiodarona.

Qual o tratamento da catarata?

O tratamento da catarata é a cirurgia. A cirurgia de catarata é um procedimento simples e seguro que pode restaurar a visão.


Quais exames devem ser feitos em preparação para a cirurgia de catarata?


Os exames pré-operatórios para a cirurgia de catarata são importantes para garantir que você esteja apto para a cirurgia e que a cirurgia seja realizada com segurança.


Os exames geralmente incluem:


  • Exame oftalmológico completo: O oftalmologista examinará seus olhos para avaliar a gravidade da catarata, testar sua visão e determinar se a cirurgia é indicada para seu caso.

Exame Oftalmológico em Lâmpada de Fenda para Avaliação da Catarata.

  • Biometria Óptica: Este avançado exame usa luz para medir a curvatura da córnea, o tamanho do seu olho e o comprimento do seu cristalino. Essas informações são usadas para escolher a lente intraocular (LIO) certa para você.

Exame de Biometria Óptica com o aparelho IOLMaster da Zeiss.

Avaliação do Fundo do Olho para Cirurgia de Catarata.
Avaliação do Fundo do Olho usando lente Volk para Cirurgia de Catarata.

Microscópio Especular de Córnea que avalia a saúde do endotélio corneano. Modelo da Apramed.
Microscópio Especular de Córnea que avalia a saúde do endotélio corneano. Modelo da Apramed.

Retinógrafo avalia a saúde do fundo do olho. Modelo Eyer da Phelcom permite o exame portátil e sem dilatação.
Retinógrafo avalia a saúde do fundo do olho. Modelo Eyer da Phelcom permite o exame portátil e sem dilatação.

  • Exames de sangue, eletrocardiograma e exame de urina: Esses exames podem ser realizados para verificar se há condições médicas que possam afetar a cirurgia.

Em alguns casos pode ser interessante realizar outros exames como: OCT de Mácula para avaliação de alterações maculares encontradas, exame de topografia de córnea para avaliar a elegibilidade à implante de lente multifocal.


Existe outro tratamento para a cirurgia de catarata além da cirurgia de catarata?

Não existe outro tratamento para a catarata que seja eficaz. No entanto, existem alguns tratamentos que podem ajudar a retardar o aparecimento e o progresso da catarata como o uso de óculos escuros com proteção UV.


Como é a cirurgia de catarata?

A cirurgia de catarata é realizada sob anestesia local ou com sedação de acordo com o caso. O cirurgião faz uma pequena incisão no olho e remove o cristalino opaco. Em seguida, o cirurgião implanta uma lente intraocular (LIO) no olho. A LIO é uma lente artificial que substitui o cristalino natural.


A cirurgia de catarata é rápida, habitualmente dura menos de 30 minutos. Em alguns casos pode ser feita em até 6-10 minutos.


Cirurgia de Facoemulsificação (Cirurgia de Catarata).
Cirurgia de Facoemulsificação (Cirurgia de Catarata Moderna).

Qual o nome da cirurgia de catarata moderna?

A cirurgia de catarata moderna é chamada de facoemulsificação. A facoemulsificação é um procedimento que usa ondas sonoras para quebrar o cristalino opaco em pequenos pedaços, que podem ser facilmente removidos do olho.


Quais os tipos de lentes intraoculares?

Existem vários tipos de lentes intraoculares (LIOs) disponíveis. Todas as LIOs moderna são dobráveis, esta tecnologia permite a cirurgia de catarata feita por uma incisão menor (2,2 à 2,4 mm)


Os tipos mais comuns de LIO são:

  • LIO monofocais: as LIO monofocais fornecem visão nítida em uma distância específica, como distâncias próximas ou distantes. Pode ser comum (esférica) ou asférica (melhora da imagem periférica).

Exemplo de Lente Monofocal (enxerga para longe apenas).
Exemplo de Lente Monofocal (enxerga para longe apenas).

  • LIO multifocais: as LIO multifocais fornecem visão nítida em várias distâncias.

Lente Multifocal Tecnis da Johnson. Paciente enxerga para longe, intermediário e para perto após a cirurgia.
Lente Multifocal Tecnis da Johnson. Paciente enxerga para longe, intermediário e para perto após a cirurgia.

  • LIO tóricas: as LIO tóricas ajudam a corrigir a miopia ou a hipermetropia.

Exemplo de Lente Tórica que também é Multifocal implantada em um olho de um paciente.
Exemplo de Lente Tórica que também é Multifocal implantada em um olho de um paciente.

A cirurgia de catarata é segura?

A cirurgia de catarata é um procedimento seguro e eficaz. As complicações da cirurgia de catarata são raras.


Quais as principais complicações após a cirurgia de catarata?

Infecção dos olhos, alteração da posição da lente intraocular, aumento da pressão do olho devido uso de colírios corticoides, inflamação do olho.


A maioria das complicações da cirurgia são tratáveis, e as complicações em sí são raras.


Quais os principais cuidados após a cirurgia de catarata para evitar a infecção dos olhos e outras complicações?


Os principais cuidados após a cirurgia de catarata para evitar a infecção dos olhos e outras complicações são:

  • Usar os colírios prescritos por seu médico conforme as instruções. Os colírios ajudam a prevenir infecções e inflamações.

  • Evitar atividades que possam causar estresse nos olhos, como levantar objetos pesados ou nadar.

  • Usar óculos de sol com proteção UV para proteger seus olhos da luz solar.

  • Siga as instruções do seu médico para retornar às suas atividades normais.

Foto mostrando a técnica correta do uso dos colírios. Deve-se fechar os olhos por 1 minuto para permitir a completa absorção do colírio. Deve aguardar 5 minutos entre cada colírio.
Foto mostrando a técnica correta do uso dos colírios. Deve-se fechar os olhos por 1 minuto para permitir a completa absorção do colírio. Deve aguardar 5 minutos entre cada colírio.

Aqui estão algumas dicas específicas para ajudar a prevenir a infecção dos olhos após a cirurgia de catarata:

  • Lave as mãos com água e sabão antes de usar os colírios.

  • Não toque nos olhos com as mãos sujas.

  • Não compartilhe seus colírios com outras pessoas.

Se você notar qualquer um dos seguintes sintomas após a cirurgia de catarata, procure atendimento médico imediatamente:

  • Dor nos olhos ou vermelhidão

  • Secreção ocular

  • Visão turva

A catarata pode voltar após a cirurgia?

A catarata nunca volta após a cirurgia. Pode ocorrer opacidade da cápsula posterior do olho algum tempo após a cirurgia.


A opacidade capsular posterior ocorre quando a cápsula que fica atrás da LIO fica opaca. A opacidade capsular posterior pode ser tratada com a capsulotomia à yag laser.


A capsulotomia à yag laser é um procedimento simples, seguro e curativo que usa um laser (yag laser) para fazer um pequeno orifício na cápsula opaca e assim restaurar a visão.


Autor:

Dr. Lucca Ortolan Hansen

Médico Oftalmologista (USP). CRM 177.002 | RQE 86.155



46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page