top of page
Buscar
  • Foto do escritorLucca Hansen

Trauma Ocular: Compreendendo os Riscos e Obtendo Atendimento Adequado

Atualizado: 2 de fev.


O trauma ocular, definido como qualquer lesão no olho, é um problema de saúde pública que pode ter consequências graves, incluindo a perda de visão. Este artigo visa aumentar a conscientização sobre o trauma ocular, seus tipos, causas e a importância de buscar atendimento médico imediato.



Exemplo de Trauma Ocular Contuso com Sangramento da Conjuntiva.
Exemplo de Trauma Ocular com Sangramento da Conjuntiva.

Tipos de Trauma Ocular:

  • Trauma Contuso: Não há perfuração do globo ocular. Pode ser causado por:

    • Pancadas

    • Quedas

    • Acidentes esportivos

    • Explosões

  • Trauma Penetrante: Há perfuração do globo ocular. Pode ser causado por:

    • Objetos pontiagudos (pregos, facas)

    • Estilhaços de vidro

    • Projéteis de armas de fogo

Causas de Trauma Ocular:

  • Acidentes domésticos: Quedas, objetos voadores, produtos químicos, rolhas de espumante, fogos de artifício

  • Acidentes de trabalho: Ferramentas, produtos químicos, explosões

  • Acidentes esportivos: Bolas, raquetes, outros objetos

  • Violência: Agressões físicas, armas de fogo

Sintomas de Trauma Ocular:

  • Dor

  • Vermelhidão

  • Inchaço

  • Visão embaçada ou escura após o trauma

  • Sensibilidade à luz

  • Sangramento

  • Laceração

  • Extravazamento de líquido interno do olho (nunca pressionar o olho após o trauma)

Importância do Atendimento Médico Imediato:

Mesmo que os sintomas pareçam leves, é crucial buscar atendimento médico imediato após um trauma ocular. O atraso no tratamento pode levar a complicações graves, como:

  • Descolamento de retina regmatogênico (especialmente nas grandes desacelerações)

  • Catarata traumática (pode ser instantânea em casos mais graves e precisa de tratamento rápido)

  • Glaucoma secundário ao trauma

  • Infecções quando existem riscos ou machucados na córnea, conjuntiva ou esclera.

  • Cegueira

  • Aumento da Pressão dos Olhos (hipertensão ocular)

  • Uveíte Traumática (inflamação interna do olho secundária ao trauma)

Prevenção do Trauma Ocular:

  • Usar óculos de proteção ao praticar esportes ou trabalhar com ferramentas

  • Manter produtos químicos fora do alcance das crianças

  • Supervisionar crianças durante atividades que podem apresentar risco

  • Adotar medidas de segurança no ambiente de trabalho

Conclusão:

O trauma ocular é uma questão séria que pode ter consequências devastadoras. A conscientização sobre os riscos, a busca por atendimento médico imediato e a adoção de medidas preventivas são fundamentais para proteger a saúde ocular e evitar a perda de visão.


Lembre-se: Em caso de trauma ocular, não esfregue ou aperte os olhos e procure um oftalmologista o mais rápido possível. A rapidez no atendimento pode fazer a diferença na recuperação da visão.


É importante buscar atendimento mesmo que esteja enxergando após o trauma, algumas complicações podem ser ocultas e inicialmente pouco sintomáticas.

Agende sua avaliação de trauma ocular com o Dr. Lucca Ortolan Hansen, médico oftalmologista formado na USP. O Dr. Lucca tem grande experiência na avaliação de traumas ao olho devido sua formação no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. É autor publicado de trabalhos sobre trauma ocular.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page