top of page
Buscar
  • Foto do escritorLucca Hansen

O que é a Microscopia Especular de Córnea?

Atualizado: 19 de jan.

Microscopia Especular de Córnea: um exame importante para a saúde dos olhos

O que é a Microscopia Especular de Córnea?


A Microscopia Especular de Córnea (MEC) é um exame oftalmológico que avalia a camada mais interna da córnea, chamada de endotélio. A córnea é a parte transparente da frente do olho, responsável por proteger a pupila e o cristalino. O endotélio é uma camada de células que reveste a parte interna da córnea e é responsável por manter a sua forma e transparência.


Microscopia Especular de Córnea: exame que avalia as células do endotélio da córnea.
Microscopia Especular de Córnea: exame que avalia as células do endotélio da córnea. Na Ortolan Oftalmologia nosso aparelho é o MNC-14 da Apramed.


Quais são os sinônimos da Microscopia Especular de Córnea?


A MEC também é conhecida como ceratometria especular, microscopia de reflexão interna, microscopia de imagem especular e microscopia de reflexão confocal.


Quando é indicado a MEC?


A MEC é indicada em uma variedade de situações, incluindo:

  • Pré-operatório de cirurgias oculares, como a cirurgia de catarata, glaucoma e transplante de córnea;

  • Acompanhamento de pacientes com doenças da córnea, como ceratopatia bolhosa, distrofia de Fuchs, distrofia polimorfa posterior e demais distrofias hereditárias do endotélio da córnea;

  • Avaliação de pacientes usuários de lentes de contato, especialmente aqueles que usam as lentes cotidianamente, ou usam lentes por mais do que 2-5 anos. O uso das lentes de contato pode levar à falta de oxigenação da córnea.

  • Esta falta de oxigênio nos usuários de Lentes de Contato (hipóxia) leva à mudanças celulares como o aumento das células (polimegatismo aumentado) e de seu número de lados (pleomorfismo aumentado).

Como é realizada a MEC?


A MEC é um exame rápido e não invasivo, que é realizado no consultório do oftalmologista.

O exame dura aproximadamente cinco minutos, não é necessária anestesia e não é necessário preparo específico para o exame.

O paciente é posicionado em frente a um aparelho chamado microscópio especular de córnea.

O microscópio emite um feixe de luz que é refletido pelas células do endotélio. A imagem refletida é captada pelo microscópio e transmitida para um computador, onde é analisada pelo médico.


O que a MEC avalia? Quais seus principais parâmetros?

A MEC avalia a densidade e a qualidade das células do endotélio. Os principais parâmetros avaliados são:

  • Densidade endotelial: número de células endoteliais por milímetro quadrado. Uma densidade endotelial normal é superior a 2.000 células por milímetro quadrado.

  • Alterações morfológicas das células endoteliais: alterações no formato, tamanho e distribuição das células endoteliais.

  • Alterações funcionais das células endoteliais: alterações na capacidade das células endoteliais de manter a forma e transparência da córnea.

O que é o endotélio da córnea?


O endotélio é uma camada de células que reveste a parte interna da córnea. É uma camada fina, com apenas uma célula de espessura. As células endoteliais são responsáveis por manter a forma e transparência da córnea. Elas fazem isso bombeando fluido para fora da córnea.


O que é uma MEC normal?


A análise do exame depende da idade do paciente, para saber se sua contagem endotelial (densidade) é normal depende do gráfico relativo à idade (densidade estatística por idade). O paciente normal deve ter seu ponto no meio da faixa verde do gráfico (imagem acima).


As células normais do endotélio corneano tipicamente tem cinco ou seis lados (pentágono ou exágono) e tamanho próximo de 400 um².


Quais as principais doenças que acometem o endotélio da córnea e são avaliados pela MEC?

As principais doenças que acometem o endotélio da córnea e são avaliadas pela MEC são:

  • Ceratopatia bolhosa: doença que causa o afinamento e a perda da transparência da córnea, habitualmente ocorre após a cirurgia de catarata (facoemulsificação).

  • Distrofia de Fuchs: doença hereditária que causa a degeneração das células endoteliais.

  • Distrofia polimorfa posterior: doença hereditária que causa alterações no formato e tamanho das células endoteliais.

Outras distrofias hereditárias do endotélio da córnea também podem ser avaliadas pela MEC.


A MEC é um exame importante para a saúde dos olhos. Ela ajuda o médico a diagnosticar e monitorar doenças do endotélio da córnea.

Autor:

Dr. Lucca Ortolan Hansen

Médico Oftalmologista (USP)

CRM 177.002 | RQE 86.155




70 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page