top of page
Buscar
  • Foto do escritorLucca Hansen

Cigarro e visão: Entenda a relação e os riscos para a saúde dos seus olhos

Atualizado: 2 de fev.



O cigarro é um vilão conhecido por seus diversos efeitos nocivos à saúde. Entre os mais de 7000 compostos presentes na fumaça do cigarro, mais de 70 são cancerígenos, e muitos deles podem causar danos irreversíveis aos olhos.


Entenda como os cigarros prejudicam a visão em nosso artigo sobre o tema.
Entenda como os cigarros prejudicam a visão em nosso artigo sobre o tema.

Neste guia completo, vamos explorar a relação entre cigarro e visão, desvendando os mecanismos que levam a problemas oculares e as doenças que podem ser desencadeadas pelo tabagismo.


1. Como o cigarro prejudica a visão?

A fumaça do cigarro age de duas maneiras principais:

  • Inalação: As toxinas presentes na fumaça são absorvidas pelo corpo e transportadas pela corrente sanguínea até os olhos, onde podem danificar os tecidos oculares.

  • Contato direto: A fumaça irrita os olhos diretamente, causando vermelhidão, coceira e outros sintomas.

Principais Compostos Químicos da Fumaça do Cigarro que Causam Doenças para os Olhos
Principais Compostos Químicos da Fumaça do Cigarro que Causam Doenças para os Olhos

2. Doenças oculares relacionadas ao tabagismo:


  • Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI): A DMRI é uma doença que causa a deterioração da retina, podendo levar à perda da visão central. Fumantes têm até 4 vezes mais chances de desenvolver DMRI do que não fumantes.

Pacientes que fumam tem até 4 vezes mais risco de ter cegueira por Doença Macular Relacionada à Idade.
Pacientes que fumam tem até 4 vezes mais risco de ter cegueira por Doença Macular Relacionada à Idade.

  • Catarata: A catarata é a opacidade do cristalino, a lente natural do olho, que causa visão embaçada. Fumantes têm até 2 vezes mais chances de desenvolver catarata do que não fumantes.

  • Glaucoma: O glaucoma é uma doença que danifica o nervo óptico, podendo levar à perda de visão periférica e, eventualmente, à cegueira. Fumantes têm até 2 vezes mais chances de desenvolver glaucoma do que não fumantes.

  • Retinopatia diabética: A retinopatia diabética é uma complicação do diabetes que pode danificar os vasos sanguíneos da retina. Fumantes com diabetes têm até 3 vezes mais chances de desenvolver retinopatia diabética do que não fumantes.

  • Uveíte: A uveíte é uma inflamação da parte interna do olho que pode causar dor, vermelhidão e sensibilidade à luz. Fumantes têm um risco maior de desenvolver uveíte do que não fumantes.

  • Orbitopatia de Graves: fumantes que são portadores de doença de Graves (hipertireoidismo autoimune) tem chances muito elevadas (>20x) de quadro de doença das órbitas (orbitopatia) grave.

3. Outros efeitos do cigarro na visão:

  • Olhos secos: A fumaça do cigarro pode irritar os olhos e reduzir a produção de lágrimas, levando à síndrome dos olhos secos.

  • Problemas de cicatrização: O tabagismo pode dificultar a cicatrização de feridas nos olhos, aumentando o risco de infecções.

  • Perda de visão noturna e de cores: O cigarro pode prejudicar a capacidade de enxergar no escuro e de discernir as cores.

4. Fumantes passivos também estão em risco:

Os fumantes passivos também estão expostos aos efeitos nocivos da fumaça do cigarro e podem desenvolver problemas oculares, como alergia ocular, irritação, vermelhidão e olhos secos.


5. Protegendo sua visão:

A melhor maneira de proteger sua visão e de seus familiares é parar de fumar. Se você não consegue parar de fumar por conta própria, existem diversos programas, medicamentos e profissionais que podem te ajudar.

Grupos de cessação de tabagismo são muito eficazes pois os pacientes aprendem pelo exemplo dos que pararam e assim se incentivam. O compromisso com o grupo ajuda a manter a decisão de parar de fumar.



6. Consulte um oftalmologista:

É importante consultar um oftalmologista regularmente, especialmente se você é fumante. O oftalmologista pode avaliar seus olhos e detectar precocemente qualquer problema ocular.


7. Dicas para parar de fumar:

  • Defina uma data para parar de fumar.

  • Conte para seus amigos e familiares que você vai parar de fumar.

  • Procure ajuda profissional.

  • Evite gatilhos e situações que te façam querer fumar.

  • Encontre alternativas saudáveis para lidar com o estresse.

Lembre-se: Parar de fumar não é fácil, mas é possível. Com determinação e apoio, você pode proteger sua saúde e sua visão.


O uso de cigarros eletrônicos (vapes) e cigarros de maconha (baseados) também é prejudicial para os olhos. Estudos estrangeiros mostram que há associação de olho seco, alergias nos olhos e risco aumentado de cataratas.

Uso de Cigarros Eletrônicos (Vapes) também é prejudicial e aumenta risco de Cataratas.
Uso de Cigarros Eletrônicos (Vapes) também é prejudicial e aumenta risco de Cataratas.

Seu familiar fuma? Envie este artigo para que saiba mais sobre os riscos do tabagismo e como este hábito pode causar a cegueira.


Agende sua consulta de Check-Up dos Olhos com o Dr. Lucca Ortolan Hansen, especialista em Oftalmologia da Universidade de São Paulo.

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

تعليقات


bottom of page