top of page
Buscar
  • Foto do escritorLucca Hansen

O que é o Glaucoma? Como diagnosticar e tratar o Glaucoma?

Atualizado: 19 de jan.

O glaucoma é uma doença ocular silenciosa que pode levar à perda irreversível da visão se não for tratada a tempo. Este artigo tem como objetivo ajudá-lo a entender melhor o glaucoma, seus tipos, causas e tratamentos disponíveis.


O que é Glaucoma? O glaucoma é uma doença que danifica o nervo óptico do olho, geralmente devido ao aumento da pressão ocular.



A pressão elevada ocorre quando o líquido que flui naturalmente dentro do olho não é drenado adequadamente.


Imagem de Retinografia mostrando o aumento da escavação do nervo óptico (B) em relação o olho normal (A).
Imagem de Retinografia mostrando o aumento da escavação do nervo óptico (B) em relação o olho normal (A).

Com o tempo, essa pressão pode danificar o nervo óptico, levando à perda de visão (imagem abaixo) ou até mesmo à cegueira.



Foto de duas crianças abraçadas, com escurecimento da visão periférica, a imagem residual é central, a perda visual simulada é periférica.
Legenda: Essa imagem demonstra a perda visual que ocorre tipicamente no glaucoma, está se dá inicialmente pela periferia da visão. Imagem do NIH, disponível em domínio público.

Tipos de Glaucoma Existem quatro tipos principais de glaucoma:

  1. Glaucoma de ângulo fechado (agudo): Este tipo de glaucoma ocorre quando a saída do humor aquoso é subitamente bloqueada, resultando em um aumento rápido e doloroso na pressão intraocular.

  2. Glaucoma de ângulo aberto (crônico): Este é o tipo mais comum de glaucoma. Nele, um aumento na pressão ocular desenvolve-se lentamente com o passar do tempo e a pressão elevada causa um dano permanente no nervo óptico, causando perda do campo visual.

  3. Glaucoma congênito: Este tipo de glaucoma é presente ao nascer e é geralmente hereditário.

  4. Glaucoma secundário: Este tipo de glaucoma é causado por uma condição médica subjacente, como diabetes, uveítes, cataratas, entre outras.


No glaucoma de ângulo fechado, e no fechamento angular agudo há alteração do fluxo de humor aquoso (líquido da parte da frente do olho). Veja a circulação normal:


Imagem mostrando a circulação normal do humor aquoso do olho.
Imagem mostrando a circulação normal do humor aquoso do olho.

O diagnóstico e o tratamento do glaucoma envolvem uma série de exames e procedimentos. Vamos explorar alguns dos principais exames e tratamentos alternativos.


Exames Principais - Como diagnosticar o glaucoma?


OCT (Tomografia de Coerência Óptica): Este é um exame de imagem da retina e do nervo óptico, moderno e não invasivo. As imagens geradas pela OCT permitem que o médico avalie de forma quantitativa a estrutura do disco óptico, as camadas de fibras nervosas e a região macular, regiões em que é possível observar indícios do glaucoma.


Imagem mostrando abaixo a alteração no exame de OCT ocasionada pelo glaucoma. Há aumento da escavação e perda da camada de fibras nervosas.
Imagem mostrando abaixo a alteração no exame de OCT ocasionada pelo glaucoma. Há aumento da escavação e perda da camada de fibras nervosas.


Campo Visual: Este exame, também chamado de perimetria, ajuda o oftalmologista a identificar se existem perdas do campo de visão provocadas pelo glaucoma, especialmente na visão lateral.


Campimetria 24-2 de paciente com glaucoma (A) e paciente normal (B). Note a perda visual periférica causada pelo glaucoma (área escura no gráfico).
Campimetria 24-2 de paciente com glaucoma (A) e paciente normal (B). Note a perda visual periférica causada pelo glaucoma (área escura no gráfico).

Medida da Pressão Intraocular: Este exame, conhecido como tonometria, avalia a pressão dentro do olho que, em casos de glaucoma, normalmente é superior a 21 mmHg.

Medida da Pressão Intraocular é essencial para os pacientes com Glaucoma.
Medida da Pressão Intraocular é essencial para os pacientes com Glaucoma.

Retinografia: A Retinografia consiste em uma fotografia do fundo do olho, que permite registrar as característica do nervo óptico do paciente, e de sua mácula.

Para que seja realizado o acompanhamento do glaucoma e da suspeita de glaucoma. Veja uma imagem abaixo de um caso de aumento de escavação do nervo óptico (característica que leva à suspeita de glaucoma).


Imagem mostrando o aumento da escavação (relação escavação/disco) do nervo óptico no Glaucoma.

Paquimetria: Este exame, é uma medida da espessura da córnea. Esta medida é utilizada pelo médico oftalmologista para refinar o resultado obtido da Pressão Intraocular do paciente (tonometria). Assim, permite "excluir" a influência da espessura da córnea do resultado da tonometria e obter uma tonometria mais confiável.


Retinografia demonstrando aumento da escavação do nervo óptico.
Legenda: Esta imagem (retinografia, foto do fundo do olho) mostra o fundo de olho de um paciente com aumento da escavação do nervo óptico, que é um dos sinais principais do Glaucoma. Imagem do acervo de imagens do Dr. Lucca Ortolan Hansen.


Tratamentos - Como Tratar o Glaucoma?


O tratamento do glaucoma é inicialmente clínico e à base de colírios. Os principais colírios utilizados atualmente para tratar o glaucoma são:

  1. Timolol: colírio comumente usado para tratar a hipertensão ocular, ideal é sempre a sua associação com outra medicação para ser mais eficaz. Custo baixo.

  2. Brimonidina: potencial de redução rápida da pressão intraocular, tem características neuroprotetoras. Custo Baixo.

  3. Dorzolamida e Brinzolamida: muito utilizada a dorzolamida em combinação com o timolol. Custo baixo, a dorzolamida é mais prescrita no mercado nacional.

  4. Análogos de Prostaglandinas (Bimatoprosta, Travoprosta, Latanoprosta): maior potencial de redução da pressão intraocular. Custo elevado.


Combinações dos colírios podem ser feitas pelo médico oftalmologista de maneira que a pressão do olho seja baixada até o alvo de tratamento pretendida (pressão intraocular alvo).


Existem medicamentos por via oral que só são usadas em casos emergenciais.


Alguns tipos de glaucoma estão associados a distúrbios que requerem tratamento específico, como o glaucoma de ângulo fechado. No glaucoma de ângulo fechado e no fechamento ângular é essencial reestabelecer o fluxo natural do humor aquoso.


O glaucoma crônico – tipo mais comum da doença – exige o uso constante de colírios pela vida inteira, porque não tem cura.


Outros tratamentos:


  1. SLT (Trabeculoplastia Seletiva a Laser): Este é um procedimento a laser usado para tratar o glaucoma de ângulo aberto, que é a forma mais comum de glaucoma.

  2. Cirurgia para Glaucoma: Existem várias cirurgias para tratar o glaucoma. A mais comum é a trabeculectomia (foto abaixo), onde um pequeno orifício interno (fístula) é feito para drenar o fluido de dentro do olho, reduzindo assim a pressão intraocular. Outra opção é a cirurgia de implante de tubo antiglaucomatoso, onde um tubo é posicionado na câmara anterior do olho e fica conectado a um prato distal, por baixo da conjuntiva, a 8 mm da córnea, aproximadamente. Existem diversas marcas no mercado.


Legenda: desenho esquemático demonstrando o fluxo do humor aquoso na cirurgia de Trabeculectomia.
Legenda: desenho esquemático demonstrando o fluxo do humor aquoso na cirurgia de Trabeculectomia. Foto do NIH em domínio público.

Legenda: foto demonstrando o fluxo do humor aquoso na cirurgia de Trabeculectomia. Foto do NIH em domínio público.


Nota importante:

Esses são apenas alguns dos exames e tratamentos disponíveis para o glaucoma. É importante lembrar que o glaucoma é uma doença séria que requer acompanhamento médico oftalmológico regular. Se você ou alguém que você conhece está enfrentando problemas de visão, é importante procurar atendimento médico o mais rápido possível.

Conclusão

O glaucoma é uma doença ocular séria que pode levar à perda de visão se não for tratada. É importante fazer exames oculares regulares para detectar a doença em seus estágios iniciais. Se você tem glaucoma, o tratamento pode ajudar a retardar ou prevenir a perda de visão. Lembre-se, a prevenção é sempre a melhor cura!


Autor:

Dr. Lucca Ortolan Hansen

Médico Oftalmologista (USP)

CRM 177.002 | RQE 86.155




78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page